Projeto Comer e Morar dá início às atividades de Bioconstrução

Técnicas serão colocadas em prática pela comunidade com a construção de uma Casa de Farinha comunitária.

No dia 19 de dezembro, a equipe do projeto  “Comer e Morar – Viver no Território Tradicional da Mata Atlântica” esteve na comunidade do Canto Lagoa, Praia de Castelhanos, para uma visita técnica na área onde serão desenvolvidas as oficinas de Bioconstrução e construção participativa de uma Casa de Farinha comunitária. No início de janeiro, a equipe visitará a Ilha dos Búzios para o início das oficinas de bioconstrução.

Um dos objetivos do projeto é estimular a retomada do uso de técnicas tradicionais para as futuras habitações e para a reforma das moradias caiçaras, baseadas na bioconstrução, buscando o fortalecimento e permanência dos povos tradicionais em seu território de direito e a valorização da cultura tradicional caiçara.

O morar caiçara​, típico do litoral sudeste brasileiro, é baseado na relação estreita com o meio ambiente, que se inicia na escolha do local apropriado protegido, na construção com os materiais locais e no morar com as atividades ligadas a terra e ao mar. Resulta numa arquitetura integrada à paisagem, com habitações de estrutura de madeira construídas a partir da técnica da taipa de mão.

Manejo agroflorestal – o projeto também atua no resgate do uso de técnicas de manejo agroflorestal, com visitas às comunidades contempladas para pesquisa, diagnóstico e capacitação dos moradores. No momento, a equipe está desenvolvendo uma cartilha técnica sobre o manejo agroflorestal e bioconstrução, que abordará normas técnicas, as atividades relacionadas ao manejo florestal, a alimentação caiçara e a bioconstrução, e será distribuídos aos comunitários.

Para o início do próximo ano, estão previstas as primeiras oficinas de culinária caiçara e o plantio de mudas nativas para composição de um sistema agroflorestal nas comunidades.

O projeto “Comer e Morar – Viver no Território Tradicional da Mata Atlântica” é promovido pelo Instituto Ilhabela Sustentável nas comunidades tradicionais da Praia de Castelhanos e da Ilha dos Búzios, com o apoio da Fundação Banco do Brasil e em parceria com a Associação Castelhanos Vive.

Acompanhe as ações na página: www.facebook.com/comeremorar

 

 

Post a comment